quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Mensagem de GASTON ao povo de Dom Eliseu

video

Confira a programação completa de shows para o Réveillon do Rio

Confira a programação completa de shows para o Réveillon do Rio

Cariocas poderão ver shows de vários estilos em 11 bairros do Grande Rio.
Palco principal terá Detonautas, Titãs, Seu Jorge e a Unidos da Tijuca.

Do G1 Rio
Cantor Seu Jorge se apresenta na primeira noite da Festa do Peão de Barretos 2012. (Foto: Flavio Moraes/G1)Seu Jorge cantará no Palco Principal de Copacabana (Foto: Flavio Moraes/G1)
O carioca e os turistas que vão curtir o Réveillon do Rio nesta quarta-feira (31) terão opções de sobra para se despedir de 2014 e começar 2015 com música de todos os estilos. Além da festa principal, com três palcos em Copacabana, na Zona Sul, outros 10 bairros da cidade e da Região Metropolitana do Rio terão atrações a partir das 18h.
O palco principal, em frente ao Copacabana Palace, terá Detonautas e Titãs, respectivamente às 20h e às 22h, além de Seu Jorge, que toca às 0h20, logo após o espetáculo de fogos, que irá durar 16 minutos. O palco principal tem ainda a bateria da Unidos da Tijuca, campeã do Carnaval 2014.  Além disso, será feita uma homenagem aos 450 anos da cidade do Rio de Janeiro.
No palco Rádio Globo, no Leme, o samba predomina: Dorina, Noca da Portela, Leandro Sapucahy e Tunico da Vila agitam o público. No Santa Clara, na rua de mesmo nome, o DJ Marcelinho da Lua começa os trabalhos, seguido por Revelação, Maria Rita e o rock do Roupa Nova. O encerramento é com as baterias das escolas de samba Salgueiro e Portela.

De luto, Giovani dos Santos dedica 5º lugar a sobrinho morto: "Foi para ele"

De luto, Giovani dos Santos dedica 5º lugar a sobrinho morto: "Foi para ele"

Melhor brasileiro da São Silvestre 2014, corredor conta que não pôde ir a velório de parente de 16 anos, que morreu na última sexta-feira: “Fiquei muito emocionado”

Por São Paulo

O sorriso largo e o soco no ar mais uma vez marcaram presença na comemoração de Giovani dos Santos na São Silvestre, mesmo que o momento seja de dor para o corredor. O melhor brasileiro na tradicional prova de rua de São Paulo competiu de luto pela morte do sobrinho Wallisson, de apenas 16 anos, na última semana. O atleta dedicou a 5ª colocação desta quarta-feira ao garoto.
Premiação Corrida São silvestre 2014 (Foto: Marcos Ribolli)
Premiação Corrida São silvestre 2014 (Foto: Marcos Ribolli)- Eu fiquei emocionado porque eu perdi um sobrinho sexta-feira e não pude estar no velório dele. Falei que iria fazer o que eu podia. Com certeza ele me deu força para conseguir essa quinta colocação. Foi para ele. Para mim, é uma vitória - disse Giovani.
O corredor contou que o sobrinho foi nadar com um amigo em um rio da cidade mineira de Careaçu. O outro garoto estava se afogando, e Wallisson foi ajudar, conseguiu empurrar o amigo para fora do rio, mas ele não saiu da água com vida. O resultado da biópsia ainda não foi divulgado, de modo que a família de Giovani não sabe se a morte foi por afogamento ou se o garoto bateu com a cabeça em alguma pedra. O corredor conseguiu colocar a dor de lado para correr a 90ª edição da São Silvestre.
- É difícil para a gente, mas sabemos que a vida segue. Eu fiquei muito triste, não consegui dormir muito bem, mas tem de tocar o barco, não pode parar. Foi difícil, mas consegui fazer uma boa prova ainda - disse Giovani.
À frente do brasileiro ficaram quatro africanos. O etíope Dawit Admasu foi o campeão, seguidos pelo queniano Stanley Koech, pelo tanzaniano Fabiano Naasi e pelo queniano Mark Korir.

Fracassa tentativa palestina de forçar retirada de Israel

Fracassa tentativa palestina de forçar retirada de Israel

Membros do Conselho de Segurança da ONU em reunião sobre a crise do ebola, em Nova York
Membros do Conselho de Segurança da ONU: apenas oito países votaram a favor da medida
Da EFE
Nações Unidas - O Conselho de Segurança da ONU rejeitou nesta terça-feira (data local) uma proposta de resolução que exigia que Israel se retirasse dos territórios palestinos, uma iniciativa que levou meses sendo negociada, mas que tinha poucas chances de sucesso.
Nem sequer foi necessário que os Estados Unidos exercessem seu poder de veto, como se antecipava em caso de aprovação da proposta por nove ou mais membros do conselho.
Apenas oito países votaram a favor da medida, apesar de a votação ter apresentado algumas surpresas.
Em 26 de setembro deste ano, o líder palestino, Mahmoud Abbas, anunciou, frente à Assembleia Geral da ONU, que pediria ao Conselho de Segurança uma resolução para exigir um prazo para retirada israelense às fronteiras estabelecidas antes da Guerra dos Seis Dias (1967).
Desde então foram intensas as negociações para elaborar a proposta, que até teve o apoio da França durante a fase inicial, embora o texto final tenha sido defendido exclusivamente pelos países árabes na ONU e apresentado formalmente pela Jordânia.
O texto final exigia, entre outras coisas, a retirada israelense dos territórios palestinos antes do fim de 2017. O prazo era uma insistência de Abbas desde o discurso na Assembleia Geral.
Os EUA já tinham anunciado previamente que não estavam de acordo com a proposta. Era esperado que, em caso de aprovação, que os americanos a vetassem, exercendo o direito a veto que o país tem junto com Rússia, China, França e Reino Unido.
Contudo, isso não foi necessário porque a resolução só recebeu oito votos favoráveis: França, Argentina, Chade, Chile, China, Luxemburgo, Rússia e a própria Jordânia.
O representante palestino na ONU, Riyad Mansur, convidado à sessão, lamentou a decisão e acusou a ONU de ser incapaz de assumir suas responsabilidades. Ele criticou que o órgão está paralisado e não consegue apoiar os esforços mundiais que buscam a paz no Oriente Médio.
Mansur afirmou que, a partir da decisão do Conselho de Segurança da ONU e frente à situação "insustentável e precária" existente na região, o governo palestino deve agora analisar novas medidas. Uma reunião foi marcada para a quarta-feira para decidir o que será feito.
O embaixador da França, François Delattre, reconheceu que o texto que chegou ao conselho não era o ideal. Segundo ele, os franceses queriam garantir que a iniciativa teria êxito antes mesmo de entrar na mesa de votação.
"Preferíamos um enfoque consensual, mas a França apoiou (a resolução) convencida de que é preciso atuar com caráter urgente, levando em conta que até agora não foi possível iniciar uma negociação crível", afirmou.
Se posicionaram contra a proposta os EUA e a Austrália. Representantes dos dois países disseram que não estavam de acordo em forçar uma solução para o conflito entre israelenses e palestinos por meio de negociações diretas.
Mas entre os que se abstiveram estava o Reino Unido, que costuma tomar posições semelhantes a dos Estados Unidos nas decisões do Conselho de Segurança.
Apesar da ser simpática à causa palestina, a Nigéria também preferiu se abster. Ruanda, cujo o representante na ONU tinha afirmado aos jornalistas antes de entrar na reunião que votaria a favor da proposta, também não a apoiou.
Durante a sessão, que durou mais de uma hora, não ficou claro porque o grupo árabe decidiu arriscar levar ao Conselho de Segurança uma proposta que tinha mínimas chances de triunfar.

Corpos de vítimas do avião da AirAsia chegam a cidade da Indonésia

Corpos de vítimas do avião da AirAsia chegam a cidade da Indonésia

Militares da Indonésia carrega caixões com os corpos de duas vítimas da queda do avião da AirAsia, em Surabaya, na Indonésia, nesta quarta-feira. 31/12/2014 REUTERS/Sigit Pamungkas 
Por Wilda Asmarini e Fergus Jensen
PANGKALAN BUN/SURABAYA, Indonésia (Reuters) - Os dois primeiros corpos de vítimas do avião da AirAsia que caiu na costa da ilha de Bornéu chegaram nesta quarta-feira à cidade indonésia de Surabaya, onde familiares se reuniram para aguardar notícias de seus entes queridos.
As equipes de resgate acreditam ter encontrado o avião no fundo do mar, na área de Bornéu, depois que um sonar detectou um objeto grande e escuro debaixo das águas, perto de onde os detritos e corpos foram encontrados na superfície.
Navios e aviões têm vasculhando o mar de Java em busca do avião que operava o voo QZ8501 desde domingo, quando a aeronave perdeu contato durante o mau tempo cerca de 40 minutos após decolar de Surabaya com destino a Cingapura.
Sete corpos foram recuperados do mar, alguns totalmente vestidos, o que poderia indicar que o Airbus A320-200 estava intacto quando atingiu a água. Isso poderia sustentar a teoria de que a aeronave sofreu uma perda de sustentação aerodinâmica.
Tatang Zaenudin, uma autoridade da agência de busca e salvamento da Indonésia, disse anteriormente que um dos corpos havia sido encontrado vestindo um colete salva-vidas. Mas depois afirmou que nenhuma vítima havia sido recuperada com coletes.
"Nós encontramos um corpo às 8h20 e um colete salva-vidas às 10h32, então houve uma diferença de tempo. Esta é a informação mais recente que temos", disse ele à Reuters.
Dois corpos, em caixões enfeitados com flores e marcados com os números 001 e 002, chegaram num avião da Força Aérea em Surabaya.
A maioria das 162 pessoas a bordo era de indonésios. Nenhum sobrevivente foi encontrado.   Continuação...

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Protestos fecham entradas de Salinas e Marapanim

Protestos fecham entradas de Salinas e Marapanim (Foto: Facebook Amiraldo Rodrigues) Protestos fecham entradas de Salinas e Marapanim



Protestos fecham entradas de Salinas e Marapanim, manifestações de professores interditam as entradas dos municípios de Salinópolis e Marapanim, no nordeste paraense, na manhã dessa terça-feira dia 30.

Eles protestam conta o atraso no pagamento do 13º salário e denunciam também corte de gratificações, atraso nos salários e má gestão na educação das cidades.

Em Marapanim, a interdição da rodovia PA-318 gera um engarrafamento de aproximadamente três quilômetros de extensão (com veículos que tentam entrar no município), segundo informações de Beto Andrade, secretário geral do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará (Sintepp).

De acordo com o Sintepp, os trabalhadores da educação de Marapanim denunciam o atraso no pagamento do 13º salário dos professores efetivos e o atraso do pagamento regular, a aproximadamente três meses, do salário dos professores temporários.

Os manifestantes afirmam que a interdição será mantida até que algum representante da Prefeitura de Marapanim negocie com a categoria. “Diversas vezes reunimos com representantes da Prefeitura e eles nunca cumpriram os acordos.

O atraso no pagamento do 13º foi à gota d’água. A prefeita não nos recebeu nenhuma vez neste ano”, afirmou Beto Andrade.

Já a entrada de Salinas é bloqueada por pneus e galhos de árvore queimados por professores do município.

Interdição na entrada do município de Marapanim causa congestionamento de aproximadamente três quilômetros.

 


Foto: Reprodução @AlanMansour

Decreto presidencial eleva salário mínimo para R$ 788.

Decreto presidencial eleva salário mínimo para R$ 788.

Governo federal reajusta salário mínimo para R$ 788 a partir de 2015. O Decreto de Lei 8.381 já foi sancionado pela presidente Dilma Rousseff. O valor básico para 2015 passa a ser de R$ 788, o que significa um aumento de 8,8% em relação ao valor pago em 2014 (R$ 724), informa o site 'Consultor Jurídico'.
Segundo o Decreto Lei 8.381 publicado nesta terça-feira (30/12), a nova remuneração mínima para os trabalhadores passa a vigorar a partir do dia 1° de janeiro de 2015, próxima quinta-feira. O texto estabelece, também, que o valor mínimo para o dia de trabalho fica em R$ 26,27 e a hora, R$ 3,58. Segundo o texto, o valor segue a "política de valorização em longo prazo" do salário.
De acordo com a tabela de preços do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o salário mínimo deveria ser de R$ 2.748,22 em janeiro deste ano. Ou seja, quase quatro vezes mais do que o montante pago. O valor apresentado pelo Dieese é calculado a partir do custo da cesta básica na cidade de São Paulo, considerando a determinação constitucional de o salário mínimo ser suficiente para suprir os gastos com moradia, alimentação, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência.
Governo vai dificultar acesso a benefícios previdenciários.
As normas de acesso a cinco benefícios trabalhistas e previdenciários serão alteradas pelo governo federal. Nesta terça-feira (30), serão publicadas, no Diário Oficial da União, as medidas provisórias com ajustes nas despesas do abono salarial, do seguro-desemprego, do seguro-defeso, da pensão por morte e do auxílio-doença. Saiba mais, aqui.

São Paulo ainda tem mais de 100 semáforos sem funcionar

São Paulo ainda tem mais de 100 semáforos sem funcionar

Hugo Arce/Fotos Públicas
Chuva volta a cair na cidade de São Paulo
Chuva em São Paulo: 60 pontos estavam em manutenção e 48 seguiam com falta de energia elétrica
São Paulo - Mais de 24 horas após o temporal que provocou a queda de ao menos 327 árvores, a capital paulista ainda registrava, na manhã desta terça-feira, 30, um total de 108 pontos com semáforos defeituosos.
O mapa da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) que indica a situação dos faróis revela que a maioria dos equipamentos com problemas estava na zona sul da cidade.
Segundo a empresa, 60 pontos estavam em manutenção e 48 seguiam com falta de energia elétrica. São Paulo possui ao todo 6.030 locais semaforizados, o que faz com que os aparelhos quebrados ou sem luz somem 1,7% desse universo.
Luz
Clientes da concessionária de energia AES Eletropaulo ainda permaneciam sem luz na capital paulista na manhã desta terça-feira, 30. De acordo com a fornecedora, os clientes sem eletricidade estavam espalhados em bairros da zona sul.
A reportagem recebeu informações de que pessoas nas imediações da Avenida Indianópolis estavam às escuras, mas a assessoria da Eletropaulo não confirmou exatamente quais pontos estão com falta de luz.
A empresa informou ainda que ainda há muitas árvores caídas sobre a fiação elétrica nas ruas da cidade e que a remoção delas não é responsabilidade sua.

Corpos de casal morto com raio em Praia Grande são velados em SP

Corpos de casal morto com raio em Praia Grande são velados em SP

Coronel aposentado e a mulher são velados em hospital da Polícia Militar.
Oito pessoas foram atingidas por descarga elétrica nesta segunda-feira (29).

Do G1 São Paulo
Os corpos de duas das quatro pessoas que morreram na tarde desta segunda-feira (29) em decorrência da queda de um raio na Praia Grandex, no litoral de São Paulo, estão sendo velados no Centro Médico da Polícia Militar no Tremembé, Zona Norte de São Paulo.  As informações são do SPTV.
O velório do coronel aposentado da Polícia Militar Zenildo Tadeu Vieira, de 69 anos, e a mulher dele, Andrea Boaretto, de 41 anos, é reservado à família. A sobrinha do casal Kátia Boaretto e seu marido, Luciano D’Alessandro, também morreram, e são velados em São José dos Campos, no interior de São Paulo. Além dos mortos, quartro pessoas foram atingidas pela descarga e uma delas segue internada em estado estável.
Exames feitos pelo Instituto Médico Legal (IML) de Santosx, no litoral de São Paulo, constataram que Kátia Boaretto não estava grávida. A gravidez havia sido informada anteriormente pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e pela Prefeitura de Praia Grande.
Trabalho de resgate das vítimas foi iniciada ainda na faixa de areia (Foto: Divulgação/Polícia Militar)Trabalho de resgate das vítimas foi iniciado ainda na faixa de areia (Foto: Divulgação/Polícia Militar)
Causas
Segundo o Corpo de Bombeiros, foi o guarda-sol usado pelos banhistas que atraiu o raio que os atingiu na praia. Os raios se formam quando partículas de gelo se chocam, gerando eletricidade. Na maioria dos casos, a descarga ocorre em direção ao solo com uma intensidade típica de cerca de mil vez a intensidade  de um chuveiro.

Chuva em São Paulo
Um levantamento feito pelo grupo de eletricidade atmosférica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) mostra que durante a tempestade que caiu na capita paulista na madrugada de segunda-feira (29) foram registrados 359 raios.

De 2000 e 2013, 269 pessoas morreram atingidas por raios em São Paulo. Segundo o Inpe, trata-se do estado com maior número de mortes no Brasil.

No começo deste ano, uma mulher morreu atingida por um raio em Guarujá. No mês passado, três moradores de rua que descansavam encostados em uma árvore morreram durante uma tempestade na Zona Leste.
Vídeo
O internauta Marcelo Vianna estava no local e fez imagens da equipe do Corpo de Bombeiros tentando reanimar as vítimas. O flagrante mostra a ação dos homens da corporação, que tentam fazer massagem cardíaca, e várias pessoas em volta. A testemunha enviou o vídeo por meio da plataforma colaborativa VC no G1.
Parentes
As quatro pessoas mortas durante a queda de um raio na tarde desta segunda-feira em Praia Grande foram identificadas pela polícia como da mesma famíla. Morreram durante a descarga elétrica Zenildo Tadeu Vieira, coronel aposentado da Polícia Militar, de 69 anos; sua esposa, Andrea Boaretto, de 41 anos; a sobrinha do casal, Kátia Boaretto; e seu marido, Luciano D’alessandro. Luciano e Kátia moravam em Jacareí, cidade da região do Vale do Paraíba. Já o coronel aposentado e a esposa eram da capital paulista. Um familiar do casal Kátia e Luciano afirmou que eles passavam férias em Praia Grande.
Quatro pessoas da mesma família morreram atingidas por um raio em Praia Grande, SP (Foto: Reprodução/Facebook)Quatro pessoas da mesma família morreram atingidas por um raio (Foto: Reprodução/Facebook)
Além das vítimas fatais, outras quatro pessoas foram atingidas durante o incidente, sendo que uma encontra-se internada em estado estável, a ambulante de Praia Grande Regina Célia Freitas Nogueira. As demais passaram por avaliação no Hospital Irmã Dulce, por apresentarem ferimentos no rosto, e foram liberadas.
Enterros
O casal Kátia e Luciano, que morreu após ser atingido pelo raio, será velado e enterrado nesta terça-feira (30) em São José dos Campos (SP). O velório acontece na Urbanizadora Municipal (Urbam), na Vila Industrial, e o enterro no cemitério Horto São Dimas, às 16h.
Já os corpos do casal Andrea e Zenildo são velados no Batalhão da Polícia Militar de Tremembé, e o enterro será no Cemitério Chora Menino, no bairro Santana, na capital paulista, às 16h30.

Corpos e destroços de voo da AirAsia que sumiu são localizados

Corpos e destroços de voo da AirAsia que sumiu são localizados

Partes da aeronave estavam a cerca de 10 quilômetros do último contato.
Corpos foram retirados; avião militar achou sombra que pode ser avião.

Do G1, em São Paulo
Imagem área mostra o que podem ser os detroços da aeronave da AirAsia (Foto: BAY ISMOYO/AFP)Imagem áerea mostra o que podem ser os detroços da aeronave da AirAsia (Foto: BAY ISMOYO/AFP)
As autoridades da Indonésia confirmaram nesta terça-feira (30) que os destroços encontrados por um pescador no Mar de Java são do voo QZ-8501 da AirAsia, desaparecido desde o último domingo (28) no horário local, noite de sábado (27) no Brasil. O Airbus A-320-200 levava 162 pessoas de Surabaia, na Indonésia, para Cingapura.
29/12 - arte airasia  (Foto: Arte/G1)
A Agência Nacional de Buscas e Resgate do país (Basarnas) afirmou que os pedaços da porta e de uma rampa de emergência da aeronave estavam a cerca de 10 quilômetros da última posição registrada pelos radares.
Cerca de 30 navios e 21 aviões de Indonésia, Austrália, Malásia, Cingapura, Coreia do Sul e Estados Unidos estão envolvidos nas buscas.
Três corpos foram recuperados até agora, segundo Bambang Soelistyo, diretor da agência. Os corpos de duas mulheres e um homem foram levados para o navio de guerra Bung Tomo, que participa do resgate, de acordo com informações da France Presse.
Mais cedo, um porta-voz da marinha indonésia chegou a informar que 40 corpos já haviam sido recuperados do mar. Ele afirmou posteriormente que se tratou de um mal entendido com sua equipe.
O mau tempo atrapalha os trabalhos de resgate.
Além disso, um avião militar detectou uma “sombra” no fundo do oceano, que pode corresponder ao avião desaparecido. “Um Hércules da Força Aérea achou um objeto descrito como uma sombra no fundo do mar com a forma de um avião”, disse Bambang Soelistyo, chede da Basarnas.
O Ministério das Comunicações da Indonésia (Kemenhub) afirmou que o logotipo da companhia asiática foi identificado em alguns dos objetos localizados no mar, conforme o jornal local "Detik".
As partes do avião estão no estreito de Karimata, que separa as ilhas de Bornéu e Belitung, próximo de uma base aérea que serviu como ponto de decolagem para os aviões que participam da operação internacional de busca e resgate.
30/12 - Comandante indonésio apresenta objetos retirados do mar que pertenciam ao voo 8501 da AirAsia, como uma mala azul e o que parece ser um tanque de oxigênio, na base aérea de Pangkalan Bun (Foto: Dewi Nurcahyani/AP)30/12 - Comandante indonésio apresenta objetos retirados do mar que pertenciam ao voo 8501 da AirAsia, como uma mala azul e o que parece ser um tanque de oxigênio, na base aérea de Pangkalan Bun (Foto: Dewi Nurcahyani/AP)
Fotos de corpos flutuando no mar foram transmitidas pela televisão e parentes de passageiros reunidos em um centro de crise em Surabaya choravam com as mãos na cabeça. Segundo um repórter da Reuters, algumas pessoas entraram em colapso em meio ao choro e foram socorridas.
"Vocês têm de ser fortes", disse a prefeita de Surabaya, Tri Rismaharini, ao confortar familiares das vítimas. "Eles não são nossos, eles pertencem a Deus."
Parentes de passageiros do avião da AirAsia que caiu no mar choram no aeroporto de Juanda, em Surabaya, na Indonésia, ao receberem a notícia da localização dos destroços da aeronave nesta terça-feira (30) (Foto: Manan Vatsyayana/AFP)Parentes de passageiros do avião da AirAsia que caiu no mar choram no aeroporto de Juanda, em Surabaya, na Indonésia, ao receberem a notícia da localização dos destroços da aeronave nesta terça-feira (30) (Foto: Manan Vatsyayana/AFP)
A confirmação ocorreu horas depois de as autoridades divulgarem que um pescador tinha encontrado vários objetos no Mar de Java. Helicópteros e navios foram enviados ao local para recuperá-los e determinar sua procedência.
Equipe de resgate desce ao mar para recuperar corpo de vítima da queda do avião da AirAsia (Foto: TV ONE via Reuters TV/Reuters)Equipe de resgate desce ao mar para recuperar
corpo de vítima da queda do avião da AirAsia (Foto:
TV ONE via Reuters TV/Reuters)
O CEO da AirAsia, Tony Fernandes, escreveu no Twitter que “meu coração está cheio de tristeza por todas as famílias envolvidas no QZ 8501. Em nome da AirAsia, minhas condolências a todos. Palavras não podem expressar o quanto estou triste”. A mensagem foi publicada após a localização dos destroços.
A fabricante de aviões Airbus disse nesta terça que irá trabalhar com investigadores para ajudar a identificar a causa da queda.
"A Airbus foi informada pelas autoridades indonésias que o local do acidente do voo QZ8501 foi localizado", disse a empresa em um comunicado.
"Com a segurança como sua principal preocupação, a Airbus reafirma o seu compromisso total para fornecer toda a assistência técnica necessária às autoridades de investigação a fim de estabelecer a causa deste trágico acidente."
Desaparecimento
O voo QZ-8501 da AirAsia saiu de Surabaia, na Indonésia, com destino a Cingapura, onde pousaria duas horas depois, segundo a previsão da companhia.
O contato com a aeronave foi perdido na manhã de domingo cerca de 40 minutos após a decolagem, depois que a tripulação pediu uma mudança do plano de vôo devido a uma tempestade.
Antes da descolagem, o piloto havia pedido permissão para voar em uma altitude superior para evitar a tempestade, mas o seu pedido não foi aprovado devido ao tráfego pesado na popular rota, de acordo com a AirNav, o serviço de navegação aérea da Indonésia.
Na sua comunicação final, o piloto pediu para alterar o seu curso e reiterou o seu pedido original para subir e evitar o mau tempo.
"O piloto pediu para os controladores de tráfego aéreo para se desviar para o lado esquerdo, devido ao mau tempo, o que foi aprovado imediatamente", declarou o diretor de segurança da AirNav, Wisnu Darjono, à AFP
"Depois de alguns segundos, o piloto pediu para subir de 32.000 para 38.000 pés, mas seu pedido não pôde ser imediatamente aprovado porque alguns aviões estavam voando acima dele naquele momento", explicou.
Essa foi a última comunicação com o vôo.
"Dois ou três minutos depois, quando o controlador estava dando uma autorização para o nível de 34.000 pés, o avião não deu nenhuma resposta", disse Darjono.
Estavam a bordo 155 passageiros e outros sete integrantes da tripulação. Entre eles há 155 indonésios, três sul-coreanos, um britânico, um francês, um malaio e um cingapuriano.
Equipes de busca da Força Aérea da Indonésia procuram o avião da AirAsia que caiu neste domingo (28); destroços foram encontrados a 10 km do último ponto de contato da aeronave (Foto: Bay Ismoyo/AFP)Equipes de busca da Força Aérea da Indonésia procuram o avião da AirAsia que caiu neste domingo (28); destroços foram encontrados a 10 km do último ponto de contato da aeronave (Foto: Bay Ismoyo/AFP)
FALTA DE PREPARO DO SAMU QUASE LEVA VÍTIMA A ÓBITO.
FUNCIONÁRIO DO SAMU, QUE REALIZOU PROCEDIMENTO DE AMADOR EM VÍTIMA DE ACIDENTE EM DOM ELISEU, FOI ATÉ RESIDÊNCIA DE HOMEM QUE FEZ FILMAGEM E O AMEAÇOU DE MORTE.
O CASO DO ATENDIMENTO FRUSTRADO ACONTECEU EM DOM ELISEU NA SEMANA DAS FESTAS NATALINA.

domingo, 28 de dezembro de 2014

Usar smartphones provoca mudanças no cérebro, diz estudo.

Usar smartphones provoca mudanças no cérebro, diz estudo.


Usar o smartphone já se tornou rotina na vida das pessoas. E hoje, sem exagero, podemos dizer que encontramos quase tudo que precisamos no aparelho. São diversos aplicativos com inúmeras utilidades. Como, por exemplo, o WhatsApp, Messenger, Facebook, Instagram, Twitter ... também tem variedade de jogos: Subway SurfersPou, Angry Birds, etc... Sendo assim, o smartphone está sempre em nossas mãos. Mas, de acordo com um grupo de cientistas, o uso intenso de smartphones provoca mudanças no cérebro.
Como assim? Os especialistas descobriram que os cérebros de usuários de smartphones têm se alterado por conta da operação repetida das telas de toque. Eles utilizaram a técnica da eletroencefalografia ou EEG na sigla em inglês, que monitora a atividade elétrica do cérebro, o que mostrou diferenças marcantes entre os usuários de smartphones e os que usavam celulares "convencionais", conforme informa o blog Momento Saúde (aqui).
O estudo mostra ainda que este tipo de celular (smartphone) está tendo um grande efeito na vida cotidiana da maioria das pessoas. De acordo com os cientistas, o cérebro é maleável e pode ser moldado pela utilização prática repetidamente, mas ficaram surpresos pela "escala das mudanças introduzidas (no cérebro) pelo uso de smartphones". 
(Washington Luiz - Repórter do Momento Verdadeiro)

EX-CATADORA DE LATAS PASSA EM CONCURSO DO TJ.

EX-CATADORA DE LATAS PASSA EM CONCURSO DO TJ.

"Venci", diz ex-catadora de latinhas que passou em concurso do TJ. Marilene Lopes trocou renda mensal de R$ 50 por salário de R$ 7 mil. "Passei um ano com uma só calcinha", lembra a hoje técnica judiciária.

Uma catadora de latinhas do Distrito Federal conseguiu passar em um concurso de nível médio do Tribunal de Justiça estudando apenas 25 dias. Com isso, ela trocou uma renda mensal de R$ 50 por um salário de R$ 7 mil. “Foi muito difícil. Hoje, contar parece que foi fácil, mas eu venci”, afirma. Agora, ela diz que pensa em estudar direito.
Sem dinheiro nem para comprar gás e obrigada a cozinhar com gravetos, Marilene Lopes viu a vida dela e a da família mudar em 2001, depois de ler na capa de um jornal a abertura das inscrições para o concurso do Tribunal de Justiça do Distrito Federal.
Ela, que até então ganhava R$ 50 por mês catando latinhas em Brazlândia, a cerca de 30 quilômetros de Brasília, decidiu usar os 25 dias de repouso da cirurgia de correção do lábio leporino para estudar com as irmãs, que tinham a apostila da seleção. Apenas Marilene foi aprovada.
“Minha mãe disse que, se eu fosse operar, ela cuidava dos meninos, então fui para a casa dela. Minha mãe comprou uma apostila para as minhas irmãs, aí dei a ideia de formarmos um grupo de estudo. Íamos de 8h às 12h, 14h às 18h e de 19h às 23h30. Depois eu seguia sozinha até as 2h”, explica.
O esforço de quase 12 anos atrás ainda tem lugar especial na memória da família. Na época, eles moravam em uma invasão em Brazlândia.
Marilene já havia sido agente de saúde e doméstica, mas perdeu o emprego por causa das vezes em que faltou para cuidar das crianças. Como os meninos eram impedidos de entrar na creche se estivessem com os pés sujos, ela comprou um carrinho de mão para levá-los e aproveitou para unir o útil ao agradável: na volta, catava as latinhas de alumínio.
Segundo ela, a situação durou um ano e meio, e na época a família passava muita fome. “Nunca tinha nem fruta para comer. Eu me lembro que passei um ano com uma só calcinha. Tomava banho, lavava e dormia sem, até secar, para vestir no outro dia. Roupas, sapato, bicicleta [os filhos puderam ter depois da aprovação no concurso]. Nunca tive uma bicicleta”, conta.

LEIA A MATÉRIA COMPLETA, CLICANDO AQUI 
(MATÉRIA PUBLICADA EM 22 DE OUTUBRO DE 2013).

Fonte: http://www.pragmatismopolitico.com.br/
Foto: Arquivo Pessoal de Marilene Lopes

Equipes de resgate tentam salvar passageiros de balsa incendiada na Grécia

Equipes de resgate tentam salvar passageiros de balsa incendiada na Grécia

Ventos e falta de visibilidade prejudicam operação de resgate a balsa incendiada na Grécia
Balsa Norman Atlantic (Foto: EPA)Uma balsa que transportava quase 500 pessoas pegou fogo na costa da Grécia na manhã deste domingo. Os passageiros estão sendo resgatados por outras embarcações. Ao menos uma pessoa morreu e outra ficou ferida, segundo autoridades locais.
O ministro da Marinha Mercante da Grécia, Miltiadis Varvitsiotis, disse que cerca de 161 pessoas já foram retiradas do navio e levadas para outras embarcações.
Parte das vítimas está sendo resgatada de helicóptero, apesar dos ventos fortes. Segundo a imprensa local, o fogo teria sido controlado.
A balsa Norman Atlantic viajava da cidade de Patras, no oeste da Grécia, para o porto italiano de Ancona.
Segundo a guarda costeira grega, a embarcação chegou a enviar um pedido de socorro. Segundo a imprensa italiana, o incêndio teria começado na área do convés onde são transportados carros de passeio.
Navios da Grécia e da Itália se dirigiram ao local para prestar socorro.
Autoridades locais disseram que apesar do fogo, a embarcação não corria risco imediato de naufragar. Rebocadores tentam manter a balsa estável enquanto ocorre o resgate.
Ao menos três crianças que teriam tido hipotermia foram levadas a hospitais na Itália. Diversos passageiros telefonaram para emissoras de TV locais para pedir socorro.

Imagens de TV mostram combate a incêndio (Foto: EVN)Operação complexa

Vítimas estão sendo resgatadas de helicóptero, segundo autoridades
"Essa é uma operação de resgate complexa. As visibilidade é baixa e as condições do tempo são difíceis, mas estamos confiantes porque há um grande número de navios na área", disse Varvitsiotis.
O premiê grego Antonis Samaras está em contato direto com o primeiro-ministro italiano Matteo Renzi para coordenar o regate, que acontece a quase 80 quilômetros de distância da cidade de Corfu, na costa da Grécia.
Ao menos sete navios mercantes, dois helicópteros militares e um navio da guarda costeira estão no local do resgate.
Os cargueiros foram posicionados para formar uma barreira contra o vento, para facilitar o resgate das pessoas. Mas a chegada da noite tornou a operação ainda mais difícil.
As balsas são meio de transporte usado largamente na região para ligar as diversas ilhas.

Pesquisadores se preparam para ocupar o planeta Marte.

Pesquisadores se preparam para ocupar o planeta Marte.

Após conquistar a Lua, o homem já sonha em conquistar Marte. E já pensando na longa viagem, pesquisadores se preparam para ocupar o Planeta Vermelho. Segundo informações, seis voluntários vão ficar confinados durante oito meses no vulcão Mauna Loa, no Havaí.

O Mauna Loa é o maior vulcão em atividade na Terra, mas está adormecido há 30 anos, quando aconteceu a última erupção. É bem no meio dessa montanha que fica a estação espacial onde estão os pesquisadores. Segundo Cleide Clock, correspondente do SBT, o grupo de pesquisadores que está confinado no Mauna Loa não pode ter contato nem com pessoas e nem com animais. Da janela do domo da estação espacial os voluntários só podem ver larvas por todos os lados. 
De acordo com os pesquisadores, é como se fosse Marte. A responsável pelo projeto disse que o processo geológico de Marte e do vulcão Mauna Loa são muito parecidos. "O monte Olimpus, em Marte, é a montanha mais alta do Sistema Solar, e se contarmos a parte submersa, o vulcão Mauna Loa é a segunda maior", explicou Cleide Clock.

Os pesquisadores estão confinados na estação espacial no vulcão Mauna Loa desde o dia 15 de outubro de 2014. Os voluntários só podem deixar a estação com roupas espaciais e com permição dos comandantes. "O objetivo principal nesta etapa é avaliar o trabalho conjunto e como funciona a mente humana nestas condições", disse a responsável pelo projeto.

Entretanto sabe-se que para o homem pisar em Marte ainda há muitos desafios, principalmente tecnológicos, mas os primeiros passos já foram dados, finaliza Cleide Clock. (Momento Verdadeiro com informações do Jornal do SBT)

Hamas impediu visita a Israel de 37 órfãos palestinianos

Bandeira de Israel (fotografia de arquivo) (foto AP)

Redação
O Hamas impediu, este domingo, a saída de Gaza de um grupo de 37 crianças palestinianas, que ficaram orfãs na última guerra com Israel, que iam visitar aquele país.

«A decisão visa preservar a cultura e tradição de nossos filhos e do nosso povo, e proteger estas crianças da política de normalização», disse, em comunicado, o Ministério do Interior da Faixa de Gaza, zona ainda controlada pelo Hamas.

A iniciativa foi levada a cabo por um grupo de pacifistas israelitas, para que as crianças de Gaza visitassem Israel e a Autoridade Nacional da Palestina (ANP), e entrevistassem o presidente Mahmoud Abbas.

Estado Islâmico executou 1.878 pessoas em seis meses

Xiita comemora tomada de Jurf al-Sakhar, cidade no sul de Bagdá que estava nas mãos do terrorista Estado Islâmico. A frase na parede diz: ‘Morte ao Daash’, acrônimo de um dos nomes do grupo terroristaEstado Islâmico executou 1.878 pessoas em seis meses

Segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos, as vítimas foram baleadas, decapitadas ou apedrejadas até a morte. Número de vítimas pode ser maior já que há centenas de desaparecidos

Xiita comemora tomada de Jurf al-Sakhar, cidade no sul de Bagdá que estava nas mãos do terrorista Estado Islâmico. A frase na parede diz: ‘Morte ao Daash’, acrônimo de um dos nomes do grupo terrorista - Alaa Al-Marjani/Reuters
O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) executou 1.878 pessoas na Síria em apenas seis meses, desde que os jihadistas anunciaram, no fim de junho, a criação de seu califado, informou neste domingo a ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH). As execuções teriam acontecido entre 28 de junho e 27 de dezembro.

Segundo o OSDH, as vítimas foram baleadas, decapitadas ou apedrejadas e os crimes teriam acontecido principalmente nas províncias de Deir Ezzor, no Leste da Síria, e também em Hasaka, no Nordeste, além de Raqa e Aleppo, no Norte, e Homs e Hama, no Centro. A ONG acredita que o número real de pessoas executadas é superior a 1.878, pois centenas de pessoas ainda estariam desaparecidas nas prisões do EI.

Leia também:
2014: o Ano do Horror no Oriente Médio
Franceses do EI convocam compatriotas em novo vídeo
'Meu iPod não funciona mais. Preciso voltar', diz jihadista francês na Síria


Das 1.878 vítimas, 1.175 eram civis, incluindo quatro crianças e oito mulheres. Entre elas, há 930 membros da tribo sunita dos Chaitat, que se rebelou contra o EI durante o verão na Síria. Os jihadistas também executaram 502 soldados e milicianos pró-regime em combates ou após tê-los sequestrado.

Além disso, o EI assassinou 120 pessoas entre seus próprios membros por tentarem retornar aos seus países de origem. Ao menos 80 rebeldes sírios e membros do grupo rival da Frente al-Nosra, braço sírio da Al-Qaeda, também estariam entre as vítimas.

Segundo analistas, as execuções pelos jihadistas do EI, que com frequência são filmadas e divulgadas na internet, têm por objetivo aterrorizar civis e grupos que tentam se rebelar contra eles, além de servir para atrair novos combatentes para suas fileiras.

Autoridades italianas resgataram 47 dos 478 passageiros do ferry


Autoridades italianas resgataram 47 dos 478 passageiros do ferry

Autoridades italianas resgataram 47 dos 478 passageiros do ferryAs autoridades italianas conseguiram resgatar 47 pessoas de entre as 478 que estavam a bordo do ferry italiano que se incendiou ao largo da Grécia.

Segundo informações da marinha militar italiana, não há, para já, registo de feridos.
Das 47 pessoas resgatadas, 40 abandonaram o ferry «Norman Atlantic» num bote salva-vidas, enquanto os outros sete foram salvos por helicópteros enviados por Itália para a zona do acidente

Relembre outros dez misteriosos desastres aéreos

Relembre outros dez misteriosos desastres aéreos

Autoridades esperam encontrar pistas sobre o paradeiro do voo QZ8501
O voo QZ8501 da AirAsia, desaparecido desde a manhã de domingo, não foi o primeiro a sumir sem deixar qualquer vestígio - ou a ter uma investigação confusa e caótica.
Do bombardeiro Lady Be Good, que saiu em missão a Nápoles, na Itália, em abril de 1943 e nunca retornou às alegações de que a queda do voo 990 da Egypt Air foi fruto de um ato de vingança de seu copiloto, conheça dez desastres de avião dentre os mais misteriosos já ocorridos da história.

Voo MH17 da Malaysia Airlines

Autoria do disparo que derrubou o MH17 é motivo de polêmica entre Rússua e Ocidente
O MH17 foi abatido por um míssil sobre a Ucrânia em julho de 2014, matando as 298 pessoas que estavam a bordo. A aeronave voava de Kuala Lumpur para Amsterdã e sobrevovou uma área de conflito entre tropas ucranianas e separatistas pró-Rússia.
Embora as investigações sobre o caso rapidamente tenham apontado que o jato de passageiros foi abatido, grande polêmica foi criada entre potências do Ocidente e a Rússia sobre a autoria do disparo.
Uma das versões que ganharam mais crédito foi a de que separatistas pró-Rússia teria usado um lançador de mísseis Buk russo para atingir o avião - que poderia ter sido confundido com uma aeronave militar ucraniana.
A Rússia afirmou por sua vez que o MH17 teria sido derrubado por um avião de caça ucraniano.

Voo MH 370 da Malaysia Airlines

Destino do voo MH370 da Malaysian Airways não foi descoberto
Em 8 de março de 2014 um voo da Mailaysia Airlines desapareceu enquanto viajava entre Kuala Lumpur e Pequim com 239 pessoas abordo. O controle aéreo deixou de fazer contato com a aeronave cerca de uma hora após a decolagem. Nenhum pedido de socorro foi enviado.
As últimas palavras ditas pelo piloto, ou copiloto foram: "tudo certo, boa noite" e logo depois o transponder, instrumento que emite sinais para o controle de voo, foi desligado.
As buscas começaram no Mar da China e no Vietnã, para onde o avião deveria ter se dirigido. Mas dados de radares militares sugeriram depois que ele mudou o curso para oeste - fazendo as buscas se concentrarem no mar a oeste da Malásia.
Autoridades passaram a suspeitar que a aeronave voou por horas sem comunicação.
Uma semana depois do desaparecimento, a área de busca chegava a inacreditáveis três milhões de milhas quadradas - extendendo-se do Casaquistão ao sul do Oceano Índico.
Em 20 de março prováveis destroços foram achados por satélites no mar a oeste da Austrália.
A região foi explorada por navios com poderosos sonares, em busca de caixas pretas.
Esforços de busca em uma área situada a 1.800 quilômetros da cidade australiana de Perth estavam programados para continuar até a metade de 2015.

Amelia Earhart

Amelia Earhart tentava dar a volta ao mundo quando desapareceu sobre o Pacífico
Um dos desaparecimentos mais misteriosos de todos os tempos é o da norte-americana Amelia Earhart, a primeira mulher a cruzar sozinha o oceano Atlântico em um avião.
Em 1937, a aeronave que Earhart pilotava desapareceu próximo à ilha Howland, no oceano Pacífico, em meio a uma tentativa de dar a volta ao mundo.
Junto com Earhart, estava seu navegador, o capitão Fred Noonan.
Earhart foi declarada morta depois de dois anos de buscas por vestígios de destroços do seu bimotor, que nunca foram encontrados.

Voo 447 da Air France

Depois de cinco dias, os destroços foram do voo 447 da Air France foram encontrados
Quando o voo 447, que ia do Rio de Janeiro para Paris, na França, caiu em 2009, passaram-se cinco dias até que destroços fossem localizados e dois anos para que as caixas-pretas fossem encontradas - a uma profundidade de cerca de 4 mil metros.
Nenhum dos 228 passageiros a bordo do Airbus 330 sobreviveu. Investigadores franceses descobriram que o piloto automático havia sido desconectado, provavelmente depois que os instrumentos de velocidade foram congelados por cristais de gelo, e, então, os pilotos embicaram o avião a ângulo no qual não foi possível manter a velocidade - o que acabou por estagnar a aeronave - apesar de um alerta sobre isso ter soado na cabine por cerca de um minuto.
A Air France negou as acusações.

Voo 990 da EgyptAir

Caixa-preta do voo 990 da EgyptAir foi usada na investigação do desastre
Este voo rotineiro entre Nova York, nos Estados Unidos, e a cidade do Cairo, no Egito, caiu no Atlântico em 31 de outubro de 1999, matando todas as 217 pessoas a bordo.
Como a queda ocorreu em água internacionais, a investigações coube às autoridades egípcias.
Depois de inicialmente pedir que autoridades de aviação dos Estados Unidos conduzissem as investigações em seu lugar, o Egito voltou atrás quando os americanos concluíram que o copiloto egípcio havia feito o avião cair de propósito porque ele havia sido repreendido recentemente pela empresa aérea por ter cometido assédio sexual. A investigação egípcia apontou uma falha mecânica como causa do desastre.

Star Dust

Membro da equipe que encontrou os destroços do avião Star Dust
Em agosto de 1947, um avião da empresa British Avro Lancastrian, conhecido como Star Dust (poeira estelar, em inglês), bateu em uma montanha nos Andes argentinos durante um voo de rotina entre Buenos Aires, na Argentina, e Santiago, no Chile.
As buscas pelo avião não deram em nada. Logo surgiram teorias da conspiração que acusavam sabotadores e até mesmo aliens.
A especulação acabou 50 anos depois quando escaladores encontraram o que restava dos destroços. Especialistas concluíram que a tripulação ficou confusa diante do mal tempo e acidentalmente iniciou a descida cedo demais.

Voo 967 da Varig

O avião do voo 967 da Varig era um Boeing 707, como este da Força Aérea do Chile
Até hoje considerado um dos maiores mistérios da aviação brasileira, o desaparecimento do cargueiro da Varig, um Boeing 707, ocorreu em 30 de janeiro de 1979, 22 minutos depois da decolagem em Tóquio, capital do Japão, rumo ao Rio de Janeiro com seis pessoas e uma carga de 20 toneladas a bordo.
Foram oito dias de buscas, que não encontraram nada. Os investigadores concluíram que uma despressurização fez o 707 cair 45 minutos após decolar, em uma área de mar profundo, dificultando sua localização. Seis meses depois, os tripulantes foram declarados mortos.
Isso não impediu que a ausência de destroços alimentasse especulações sobre o que ocorreu, entre elas uma teoria da conspiração que dizia que o avião teria saído de sua rota e invadido o espaço aéreo soviético, onde teria sido abatido.

Voo 571 da Força Aérea uruguaia

Sobreviventes do voo 571 caminham para o helicóptero de resgate
Outro avião que acabou vítima da combinação entre nuvens baixas e montanhas altas numa época em que a tecnologia da cabine ainda não era capaz de gerar informações precisas para os pilotos.
O voo 571 ia do Uruguai para Santiago, no Chile, quando perdeu ambas as asas ao bater no topo de uma montanha. Das 45 pessoas a bordo, metade sobreviveu não apenas o impacto mas também os 72 dias que ficaram isolados na montanha.
Uma equipe de resgate conseguiu salvar 16 deles, que admitiram ter recorrido ao canibalismo para sobreviver. Sua história foi contada no filme Vivos (1993).

Voo 800 da TWA

Investigações apontaram que o voo 800 da TWA caiu depois de um curto-circuito
O voo 800 da Trans World Airlines saiu do aeroporto JFK, em Nova York, nos Estados Unidos, pouco depois das 20 horas de 17 de julho de 1996 e explodiu alguns minutos depois, matando todas as 230 pessoas a bordo.
O piloto de um outro voo enviou uma mensagem por rádio para o controle de tráfego aéreo dizendo: "Acabamos de ver uma explosão à frente... a cerca de 16 mil metros de altura ou algo assim. Acabou de cair na água".
Investigações apontaram um curto circuito no sistema elétrico do tanque de combustível de uma das asas como a causa da explosão. Os relatos de testemunhas levaram a diversas teorias da conspiração que, com o uso cada vez mais frequente da internet, convenceram a muitos de que o avião havia sido derrubado a tiros.
Essa teoria ganhou força depois de o jornalista Pierre Slainger, que foi secretário de imprensa do presidente Kennedy, afirmar que um teste com mísseis havia causado a explosão, mas os documentos que ele apresentou como prova foram logo invalidados.

Lady Be Good

O avião Lady Be Good foi encontrado em ótimo estado em um deserto no norte da África
Usado durante a Segunda Guerra Mundial, o avião de bombardeio Lady Be Good saiu em missão a Nápoles, na Itália, em abril de 1943 e nunca retornou à base na Líbia.
Na época, presumiu-se que o avião havia caído no mar Mediterrâneo. A tripulação de nove foi considerada "desaparecida em missão". Mas, na verdade, o avião não havia parado na sua base por conta de problemas técnicos. Havia, sim, voado por mais duas horas até o norte da África.
A tripulação pulou da aeronave usando paraquedas. Oito sobreviveram à descida e andaram 160 quilômetros em direção ao norte antes de sucumbirem ao calor e à falta de água.
O avião foi encontrado 15 anos depois em ótimo estado e com suas metralhadoras ainda funcionando.

O que se sabe sobre o sumiço do avião da AirAsia

O que se sabe sobre o sumiço do avião da AirAsia

Avião deveria ter chegado às 8h30 (horário local) em Cingapura, mas ainda está desaparecido
Equipes de resgate suspenderam as buscas pelo voo QZ8501 da AirAsia, que tinha 162 pessoas a bordo, por conta da falta de visibilidade e do mau tempo. O avião voava de Surabaya, a segunda maior cidade da Indonésia, e estava no meio do caminho para Cingapura quando perdeu o contato com a torre.
Mas ainda há muitas dúvidas sobre o que aconteceu exatamente com o avião e sobre o que teria causado o seu 'sumiço'. A BBC Brasil lista aqui algumas das principais perguntas e respostas a respeito do acidente.
Leia mais: Buscas por avião desaparecido na Indonésia são suspensas

- O que pode ter acontecido?

Ainda é muito cedo para saber exatamente o que aconteceu, mas há algumas hipóteses. O avião estava na parte mais segura do voo - apenas 10% dos acidentes fatais de 2004 a 2013 ocorreram enquanto o avião estava em altitude de cruzeiro (quando o avião está com velocidade e altitude estabilizadas a cerca de 11 mil metros do chão) de acordo com um estudo de segurança publicado pela Boeing em agosto.
O fato de o Airbus A320-200 da AirAsia estar atravessando condições climáticas ruins, com grandes tempestades, quando desapareceu, pode ser um dos motivos que explicam o sumiço. Mas modelos de jatos Airbus têm computadores sofisticados que automaticamente se ajustam ao vento e a outras intempéries meteorológicas. Ainda assim, o tempo ruim somado a eventuais erros do piloto já causaram desastres aéreos no passado na altitude de cruzeiro, incluindo o voo da Air France 447 que ia do Rio de Janeiro a Paris e caiu no Oceano Atlântico em 2009.
Outra possibilidade é ter ocorrido algum tipo de fissura de metal catastrófica causada pelo ciclo de pressurização e despressurização associada a cada ciclo de decolagem e pouso. Este A320 teve 23 mil horas de vôo e 13.600 pousos e decolagens. Muitos ocorreram em clima úmido, o que acelera a corrosão. Ainda assim, é improvável que a fissura do metal tenha causado o acidente porque esse avião tinha apenas seis anos de uso.
Finalmente, há a possibilidade de ter sido um ato de terrorismo ou um assassinato em massa causado pelo piloto. Não há provas de nada disso até agora, mas nenhuma hipótese pode ser descartada.
Leia mais: Mau tempo e velocidade baixa podem ser causas de desaparecimento de jato

- O que o piloto disse para a torre de controle?

A última comunicação feita entre o piloto e a torre de controle foi às 6h13 da manhã deste domingo (horário local). Quando o piloto "pediu para virar mais para a esquerda e subir até 34 mil pés (10.360 metros) para evitar as nuvens." O último contato com o radar aconteceu três minutos depois.
Não houve pedido de socorro, mas os pilotos são treinados para focar primeiro na medida de emergência que têm em mãos para depois eventualmente fazerem um pedido de socorro à torre.
Avião da AirAsia desapareceu neste domingo, mas as causas do sumiço ainda não estão claras

- Seria o terceiro jato da Malásia a cair só neste ano?

Mais ou menos. O voo 370 da Malaysia Airlines desapareceu com 239 pessoas a bordo logo depois de ter decolado de Kuala Lumpur para ir a Pequim em 8 de março. O que aconteceu com ele ainda segue sendo um dos maiores mistérios da história da aviação. Outro voo da Malaysia Airlines, também um Boeing 777, foi abatido quando sobrevoava a parte da Ucrânia que está controlada pelos rebeldes enquanto voava de Amsterdã para Kuala Lumpur no dia 17 de julho. Todas as 298 pessoas a bordo morreram.
A AirAsia também fica na Malásia, mas o voo 8501 era operado pela AirAsia da Indonésia, uma subsidiária da empresa da Malásia. Assim, teoricamente é uma companhia aérea da Indonésia, mas a marca AirAsia está intimamente ligada à Malásia.
Leia mais: Relembre outros dez misteriosos desastres aéreos

- Há alguma relação entre esses três acidentes?

Não. É apenas uma coincidência muito desagradável para o sudeste da Ásia. Mas isso não impede as teorias da conspiração de se espalharem. Novas suposições sobre o que aconteceu com o voo 370 – algumas lógicas,outras bizarras – continuam aparecendo. Caso não seja resolvido, o mistério do desaparecimento do voo QZ8501 também chamará ainda mais atenção e criará uma nova gama de hipóteses e possibilidades.

- Até onde o avião pode ter voado?

Olhando os documentos do vôo, o avião tinha mais de 18 mil quilos de combustível de avião na decolagem, o suficiente para voar cerca de três horas e meia, de acordo com Phil Derner Jr., o fundador do site de aviação NYCAviation.com e despachante de vôo de uma companhia aérea dos Estados Unidos. Ele alerta que essa quantidade é menor do que a maioria dos aviões carregam quando voam de Nova York para a Flórida (menos de 3h de voo).
Mau tempo pode ter colaborado com o desaparecimento do avião na Indonésia

- O Airbus A320 é seguro?

Esse avião é um 'burro de carga' da aviação moderna. Semelhante ao Boeing 737, de corredor único, o jato bimotor é usado para ligar cidades em qualquer lugar que variam de uma a cinco horas de distância. Há 3.606 aviões do modelo A320 em operação no mundo, de acordo com a Airbus. A empresa fabrica também versões quase idênticas do avião - o menor A318 e A319 e o maior, A321. Um adicional de 2.486 desses jatos está voando também. A família de jatos A320 tem um histórico de segurança muito bom, com apenas 0,14 acidentes fatais por milhão de decolagens, de acordo com o estudo de segurança Boeing.

- E a AirAsia? É uma empresa boa?

A AirAsia é uma empresa de baixo custo que tem uma forte presença no sudeste asiático e mais recentemente expandiu-se para a Índia. A maioria dos voos que ela faz são de apenas algumas horas de duração, ligando uma cidade à outra. Ela tem tentado se expandir para voos de longa distância por sua própria companhia aérea AirAsia X. Nenhuma de suas subsidiárias tiveram um avião desaparecido antes e, de um modo geral, a companhia tem um bom histórico de segurança. No entanto, ela atua em uma parte do mundo onde o transporte aéreo tem se expandido mais rápido do que o número disponível de pilotos, mecânicos e controladores de tráfego aéreo qualificados.

- Voar na Indonésia é seguro?

O país tem um histórico de segurança aérea irregular. Em 2007, os padrões de taxas de segurança e de acidentes aéreos eram tão ruins, que a União Europeia proibiu todas as companhias aéreas da Indonésia de voarem para qualquer um de seus países membros. A proibição acabou em 17 de agosto de 2009. No entanto, a principal companhia aérea da Indonésia - e a que cresceu mais rapidamente -, Lion Air, ainda é proibida pela UE.

- Quão importante é o transporte aéreo pra a região?

Para muitas pessoas, é a única opção. A Indonésia é um país-arquipélago de 250 milhões de pessoas. Para ir de uma ilha para outra, a maneira mais fácil é voar. Como a economia decolou na região, há um número cada vez maior de pessoas viajando de avião. A Associação Internacional de Transporte Aéreo recentemente nomeou a Indonésia como um dos cinco mercados de viagens aéreas que mais cresce no mundo.
Homem aponta para voo da AirAsia desaparecido: 'Vá para o balcão de informações', diz o painel
Além disso, rotas na região asiática devem receber um adicional de 1,8 bilhões de passageiros até 2034, segundo uma previsão da mesma associação – o mercado total seria de 2,9 bilhões de pessoas. Em duas décadas, a projeção é de que a região englobe 42% do tráfego mundial de passageiros.
O aumento do trágefo aéreo reflete o rápido crescimento econômico da região. O Fundo Monetário Internacional espera que as economias do sudeste asiático da Indonésia, da Malásia, das Filipinas, da Tailândia e do Vietnã cresçam coletivamente 4,7% em 2014 e 5,4% em 2015 – uma taxa de crescimento inferior apenas à de China, Índia e África subsariana.

sábado, 27 de dezembro de 2014

SOFRÊNCIA EM ALTA: Para tocar no Réveillon, Pablo vai receber mais que Carlinhos Brown e Daniela Mercury

SOFRÊNCIA EM ALTA: Para tocar no Réveillon, Pablo vai receber mais que Carlinhos Brown e Daniela Mercury

Cantor Pablo do Arrocha
O astro do arrocha Pablo continua em ascensão no mundo da música. O cantor vai se apresentar no Réveillon em Salvador na Praça Cayru, no Comércio, e vai receber mais pelo show do que cantores já consagrados, como Daniela Mercury e Carlinhos Brown, que também se apresentam no evento de fim de ano da Prefeitura.

Dos artistas divulgados, Pablo vai receber R$ 250 mil. Brown e Daniela receberão R$ 200 mil, assim como Wesley Safadão. O cantor Saulo receberá R$ 180 mil. Por fim, o grupo de pagode Harmonia do Samba vai faturar R$ 90 mil pela participação na festa.

Outros artistas que vão se apresentar no Réveillon de Salvador, como Ivete Sangalo, Claudia Leitte e Psirico, não tiveram os cachês divulgados até agora. Os valores acima foram publicados no Diário Oficial do Município do dia 23. A publicação ainda traz valores para o Festival de Jazz na Barra e a Feira da Cidade em São Joaquim, também parte da programação de Ano Novo da cidade.

No Festival de Jazz, Yamandu Costa receberá R$ 56 mil, Wagner Tiso R$ 24.910, Hermeto pascoal R$ 77 mil, Ed Motta R$ 58.255  e a Orquestra Neojibá R$ 25 mil, entre outros. Para tocar na Feira da Cidade, Otto tem contrato de R$ 65 mil e BaianaSystem de R$ 45 mil. 

O custo total para os oito dias de festa (de 28 a 4 de janeiro), que ainda inclui a Feira de São Joaquim e um festival de jazz na Barra, deve ser de R$ 6,5 milhões – mas, de acordo com a prefeitura, 70% do valor será bancado pela iniciativa privada.

Correio 24h

Fornecido Por Cotação do Euro